XJazz - Encontros de Jazz
evento
evento

XJazz - Encontros de Jazz

4 concertos. 2 residências. Criação artística. Imersão na comunidade e nos lugares.

De Junho a Novembro de 2017, a arte regressa ao coração de Portugal. Promovidos pela ADXTUR– Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto e pelo JACC- Jazz ao Centro Clube, o XJazz- Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto vai mais uma vez convidar músicos de renome nacional e internacional a imergirem na realidade das aldeias através de residências artísticas e concertos, cruzando identidade cultural e paisagens com música, dramaturgia e cenografia.

Continua assim a explorar-se a abertura deste território a contextos de criação e fruição artísticas, contribuindo para reforçar os atributos e valores das Aldeias do Xisto enquanto marca acolhedora da experimentação, da inovação e ponto de interseção daquilo que une os homens a si mesmos, aos lugares, à arte e à natureza.

Articulando numerosos atores e agentes no terreno, os Encontros de Jazz são também um exemplo de pensamento e ação local, integrando-se num projeto mais alargado de desenvolvimento centrado nos valores do território: natureza e ativo, etnografia e cultura  gastronomia, lazer, infraestruturas e serviços turísticos.

O XJazz apresenta uma programação artística rica e diversa que, embora centrada no jazz, contempla outros géneros musicais e preocupa-se com questões de “ecologia sonora”. Com um programa artístico verdadeiramente enraizado no contexto e cultura dos lugares, os Encontros ancoram-se num número significativo de Aldeias do Xisto, beneficiando do seu contexto social e ambiental para momentos únicos de criação, fruição e partilha.


PROGRAMA

Mû Mbana
Sábado, 2 de junho - Cerdeira, Lousã

Joëlle Leandre x 5
Residência artística de 12 a 15 julho - Figueira, Proença-a-Nova
Espetáculo a 15 julho - Figueira, Proença-a-Nova - 19h00
(em parceria com Serralves)

Hamilton da Holanda
23 julho - Praia Fluvial de Góis (Peneda/Pego Escuro) 21h30

DEMO - Dispositivo Experimental; multidisciplinar e Orgânico
Ventre da Terra - Minas da Panasqueira
Residência artística de julho a agosto - Barroca, Fundão
Espetáculo multidisciplinar a 4 e 5 agosto - Praia Fluvial da Barroca, Fundão - 22h00

Hugo Antunes, Ricardo Toscano, João Pereira - Trio
19 agosto - Casa das Artes, Miranda do Corvo - 22h00

Quiné "DaCorDaMadeira"
2 de setembro - Gondramaz, Miranda do Corvo

Mû Mbana
Cantautor e intérprete de cordas várias, trazendo tons e aromas de África germinados pelo mundo.


Joëlle Leandre x 5
Joëlle Léandre (contrabaixo, voz); Susana Santos Silva (trompete, fliscórnio); Maria Radich (voz, dança); Maria do Mar (violino); Joana Guerra (violoncelo, voz), Angélica V. Salvi (harpa, electrónica)

A contrabaixista, provisadora e compositora francesa Joëlle Leandre é uma das figuras dominantes da música europeia e mundial. Com treino na música orquestral e contemporânea, tocou com  l’Itinéraire, 2e2m e Pierre Boulez’s Ensemble Intercontemporain. Joëlle Léandre também trabalhou com Merce Cunningham e John Cage, que escreveu peças propositadamente para ela – como o fizeram, de resto, compositores como Scelsi, Fénelon, Hersant, Lacy, Campana, Jolas, Clementi (e outros 40 compositores de renome). Além da música contemporânea, Joëlle tem feito carreira no Jazz e na Música Improvisada, tocando com luminárias como Derek Bailey, Anthony Braxton, George Lewis, Evan Parker (que já esteve no XJazz), Irene Schweizer, William Parker, Carlos “Zíngaro”, Barre Phillips, Pascal Contet, Steve Lacy, Lauren Newton, Peter Kowald, Urs Leimgruber, Mat Maneri, Roy Campbell, Fred Frith, John Zorn, Mark Naussef, Marilyn Crispell, entre muitos outros.
Tem numerosas peças escritas para teatro e dança, foi professora em várias universidades, come special destaque para a Mills College (Oakland, Califórnia).
Podemos encontrá-la em mais de 200 discos, desde o final da década de 70.
É Cavaleira da Ordem Nacional de Mérito da Républica Francesa.

Hamilton da Holanda
A busca de Hamilton não é pelo novo, e sim por uma música focada na beleza e na espontaneidade. Diante dele, existe um novo mundo cheio de possibilidades. Seu norte é “Moderno é Tradição”, e o importante não é passado, nem futuro, mas sim, o espaço onde estes dois se confundem, a vida no momento presente, no aqui e agora.
Hoje, 16 anos depois de adicionar duas cordas extras, 10 no total, reinventa o bandolim e liberta o emblemático instrumento brasileiro do legado de algumas de suas influências e gêneros. O aumento do número de cordas, aliado à velocidade de solos e improvisos, inspira uma nova geração a se aproximar do Bandolim e de conceber formações com uma nova instrumentação. Se é jazz, samba, rock, pop, lundu ou choro, não mais importa. Nos EUA, a imprensa apelida-o de “Jimmy Hendrix do bandolim”.
Tendo sido por diversas vezes nomeado ao Latin Grammy, foi premiado nas duas últimas edições: em 2016, na categoria Melhor Disco Instrumental com ‘Samba de Chico’ e, em 2015, na categoria Melhor Canção Brasileira com “Bossa Negra”, parceria com Diogo Nogueira e Marcos Portinari.
Com uma carreira sólida, encontramos frequentemente Hamilton da Holanda nos mais importantes palcos mundiais, tendo já partilhado o palco com Wynton Marsalis, Hermeto Pascoal, John Paul Jones (Led Zepellin), Milton Nascimento, Chico Buarque, Chucho Valdes, Egberto Gismonti, Zeca Pagodinho, Stefano Bollani, Djavan, Richard Galliano, Marisa Monte, Alcione, Maria Bethania, Seu Jorge, entre muitos outros.
Consta também na sua discografia participações especiais nos Cds/Dvds de Maria Bethania, Djavan, Cesaria Évora, Beth Carvalho, Diogo Nogueira, Zélia Duncan, Dona Ivone Lara, Ivan Lins, João Bosco, entre outros.

DEMO- Dispositivo Experimental, Multidisciplinar e Orgânico
Venre da Terra - Minas da Panasqueira

O DEMO é um colectivo de artistas que privilegia a investigação e a criação com base no cruzamento entre as artes performativas, visuais e arte da performance, em contexto de criação e encenação colectiva, onde tendencialmente o público assume um papel criativo e participativo. Para além da criação de espectáculos e performances realiza ainda formações, exposições e publicações. Procura fomentar também uma consciência crítica através da dinamização da arte pela partilha, troca de conhecimentos e a fusão das várias áreas artísticas. Aposta assim no estimular de novos públicos, na descentralização e internacionalização da arte portuguesa.
Esta residência artística visa criar um espectáculo multidisciplinar que parte das minas de volfrâmio das Minas da Panasqueira, das memórias dos seus habitantes e trabalhadores e existências físicas actuais, em relação com o território alargado.
Território = terra, terra + torrium, pertencer.
Mina, é um veio natural de minérios que desafia o engenho humano, um face a face entre Homem e Natureza. Ou, antes, um jazigo de onde brota a água, símbolo primeiro da Vida. É um tesouro oculto nas entranhas da Terra, um caminho subterrâneo para um lugar sitiado. É, também, a mulher amante de gatuno, ou qualquer mulher. Um lugar oculto, escuro e fresco...
As Minas da Panasqueira são as maiores minas subterrâneas do mundo, com mais de 12 mil kms de túneis escavados pelo homem.

Hugo Antunes, Ricardo Toscano, João Pereira - Trio
Trio onde se encontram duas gerações do jazz nacional, unidos pelo prazer de tocar dentro da tradição. O contrabaixista Hugo Antunes regressou recentemente de Bruxelas, onde esteve radicado durante cerca de 6 anos. Dessa estadia resultou uma integração em múltiplos projetos com figuras cimeiras do jazz europeu, participando em projetos como o Scott Fields freetet, Velkro, Sun 7 e Cornettada.
Ao lado do contrabaixista estão dois músicos que, apesar de muito jovens, são já valores seguros do Jazz português. O saxofonista Ricardo Toscano é, provavelmente, a face mais visível da nova geração de músicos nacionais. Para tal tem contribuído o trabalho absolutamente notável que tem desenvolvido com o quarteto que lidera e do qual faz parte outro dos integrantes deste trio, o baterista João Pereira.

Quiné “DaCorDaMAdeira”
O projecto DaCorDaMadeira, nasce em 2001 a partir de uma viagem de ida-e- volta ao imaginário da África Austral. É fruto das vivências musicais e extra-musicais do autor e reflecte um universo muito personalizado da música tradicional, portuguesa e do mundo, transportada para a contemporaneidade.
Tendo editado em 2008 o seu primeiro álbum a solo (da cor da madeira), Quiné Teles prepara actualmente o seu segundo registo discográfico, a lançar em 2017.

explorar

restauração
Fiado Restaurante
Fiado Restaurante
Janeiro de Cima
alojamento
Casa do Silvério
Casa do Silvério
Barroca
alojamento
Casas da Mina – Hostel
Casas da Mina – Hostel
alojamento
Casa Cova do Barro
Casa Cova do Barro
Janeiro de Cima
alojamento
Casa de Janeiro
Casa de Janeiro
Janeiro de Cima
alojamento
Xisto Camping
Xisto Camping
Janeiro de Baixo
institucional
ADXTUR- Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto
ADXTUR- Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto
Barroca, Fundão
aldeia
Barroca
Barroca
institucional
Junta de Freguesia de Barroca
Junta de Freguesia de Barroca
Barroca, Fundão
percurso
Estrada Panorâmica: Barroca - Janeiro de Cima
Estrada Panorâmica: Barroca - Janeiro de Cima
Fiado Restaurante
percurso
Estrada Panorâmica: Barroca - Fajão
Estrada Panorâmica: Barroca - Fajão
percurso
Terra Mineira: Barroca > Dornelas do Zêzere [GR33 - GRZ: Etapa 3]
Terra Mineira: Barroca > Dornelas do Zêzere [GR33 - GRZ: Etapa 3]
percurso
PR1 FND Caminho do Xisto da Barroca - Rota das gravuras rupestres
PR1 FND Caminho do Xisto da Barroca - Rota das gravuras rupestres
percurso
Meandros I [GR33 - GRZ: Canoagem]
Meandros I [GR33 - GRZ: Canoagem]
percurso
Clássica Aldeias do Xisto: Barroca - Cerdeira
Clássica Aldeias do Xisto: Barroca - Cerdeira
percurso
Meandros: Variante Dornelas do Zêzere > Alqueidão [GR33 - GRZ: Etapa 6.1 Variante 33.2]
Meandros: Variante Dornelas do Zêzere > Alqueidão [GR33 - GRZ: Etapa 6.1 Variante 33.2]
percurso
Terra Mineira: Cabeço do Pião > Barroca [GR33 - GRZ: Etapa 2]
Terra Mineira: Cabeço do Pião > Barroca [GR33 - GRZ: Etapa 2]
percurso
Meandros: Dornelas do Zêzere > Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 1]
Meandros: Dornelas do Zêzere > Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 1]
percurso
GR33 - Grande Rota do Zêzere: Meandros [Setor 4]
GR33 - Grande Rota do Zêzere: Meandros [Setor 4]
percurso
Meandros [GR33 - GRZ: BTT Setor 4]
Meandros [GR33 - GRZ: BTT Setor 4]
associações
Pinus Verde - Associação de Desenvolvimento
Pinus Verde - Associação de Desenvolvimento
Bogas de Cima
associações
Olho Vivo - Associação de Caça e Pesca
Olho Vivo - Associação de Caça e Pesca
Malhada Velha, Fundão
percurso
Terra Mineira [GR33 - GRZ: Canoagem]
Terra Mineira [GR33 - GRZ: Canoagem]
percurso
Terra Mineira: Derivação Estação Intermodal de Silvares [GR33 - GRZ: Etapa 3.1]
Terra Mineira: Derivação Estação Intermodal de Silvares [GR33 - GRZ: Etapa 3.1]
associações
Comissão de Melhoramentos de Porto de Vacas
Comissão de Melhoramentos de Porto de Vacas
Janeiro de Baixo
percurso
PR6 PPS Caminho do Xisto Porto de Vacas Troço Mágico da GR Zêzere
PR6 PPS Caminho do Xisto Porto de Vacas Troço Mágico da GR Zêzere
percurso
Subida Épica: Porto de Vacas - Xiqueiro
Subida Épica: Porto de Vacas - Xiqueiro
percurso
Zona de Escalada de Unhais-o-Velho
Zona de Escalada de Unhais-o-Velho
institucional
União das Freguesias de Janeiro de Cima e Bogas de Baixo
União das Freguesias de Janeiro de Cima e Bogas de Baixo
Janeiro de Cima, Fundão
percurso
PR 2 FND - Caminho do Xisto de Janeiro de Cima - Ó da Barca!
PR 2 FND - Caminho do Xisto de Janeiro de Cima - Ó da Barca!
associações
Associação de Solidariedade Social, Recreativa e Cultural de Janeiro de Cima
Associação de Solidariedade Social, Recreativa e Cultural de Janeiro de Cima
património
Capela de São Sebastião - Janeiro de Cima
Capela de São Sebastião - Janeiro de Cima
aldeia
Janeiro de Cima
Janeiro de Cima
percurso
Meandros: Janeiro de Cima > Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 2]
Meandros: Janeiro de Cima > Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 2]
percurso
Meandros: Variante Janeiro de Cima - Janeiro de Baixo [GR33.2 - GRZ: Etapa 6.2 Variante 33.3]
Meandros: Variante Janeiro de Cima - Janeiro de Baixo [GR33.2 - GRZ: Etapa 6.2 Variante 33.3]
institucional
Junta de Freguesia de Lavacolhos
Junta de Freguesia de Lavacolhos
Lavacolhos
percurso
Meandros: Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima > Janeiro de Baixo [GR33 - GRZ: Etapa 3]
Meandros: Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima > Janeiro de Baixo [GR33 - GRZ: Etapa 3]
percurso
Meandros II [GR33 - GRZ: Canoagem]
Meandros II [GR33 - GRZ: Canoagem]

próximos eventos

evento
Concurso de fotografia "A VER Figueiró dos Vinhos" 2022
Concurso de fotografia "A VER Figueiró dos Vinhos" 2022
10 ago 2022 - 30 set 2022
evento
Brama dos Veados na Lousã
Brama dos Veados na Lousã
01 out 2022, 07:00
evento
Oficina de Destilação Artesanal de Óleos Essenciais
Oficina de Destilação Artesanal de Óleos Essenciais
01 out 2022, 10:00
Lousã
evento
Oficina de Introdução à Cosmética Natural e Saboaria Artesanal
Oficina de Introdução à Cosmética Natural e Saboaria Artesanal
02 out 2022, 10:00
Cerdeira
evento
Talasnal ao Luar
Talasnal ao Luar
07 out 2022 - 09 dez 2022, 20:00
Talasnal
evento
Alambicada em Aigra Velha
Alambicada em Aigra Velha
08 out 2022, 10:00
Aigra Velha
evento
Escalada no Zebro
Escalada no Zebro
15 out 2022 - 17 dez 2022, 14:00
Estreito
evento
Colcurinho Sky Race
Colcurinho Sky Race
23 out 2022, 08:00
Aldeia das Dez
evento
Festa da Castanha em Aldeia das Dez
Festa da Castanha em Aldeia das Dez
23 out 2022, 10:00
Aldeia das Dez